James Durbin e o Dodge Challenger 1971.

Há aproximadamente um ano atrás, o cantor James Durbin lançou seu primeiro videoclipe, do seu também primeiro álbum, “Memories of beautiful disaster”. O vídeo foi gravado no deserto da Califórnia e traz o cantor dirigindo o carro que ele mesmo escolheu: um Dodge Challenger 71.

A música “Love me Bad” acompanha o rockeiro dirigindo no deserto e, em determinado momento, parando o carro para jogar no chão diferentes objetos nos quais não faz nada menos do que atear fogo. É nesse momento que se explicita a correlação entre a música e o vídeo, uma vez que se referem ao fim de um relacionamento e às dores que as memórias trazem.

O carro: Dodge Challenger, 1971:

O Dodge Challenger ainda é um dos mais famosos e charmosos muscle cars. Dentre os diversos modelos, o que aparece no clipe é um Dodge Challenger 1971 six pack, modelo que vinha acompanhado de suspensão special rallye, 200 cavalos, resultado de seu motor V8 340 com três carburadores de corpo duplo (por esse motivo “six pack”).

A montadora Dodge, que pertence ao grupo Chrysler, vinculou o carro com o slogan “carro esporte que faria a diferença”. O carro possuía atributos para competir com carros como Mustang, Camaro e Barracuda, mas como os  concorrentes, passou por alguns momentos não tão glamurosos. As leis antipoluição e de emissão de gases fizeram com que o investimento na potência das seguintes gerações do Dodge Challenger diminuísse consideravelmente. Esse problema foi agravado com o aumento do preço do petróleo, que, por sua vez, fez com que parte dos consumidores optasse por automóveis mais econômicos.

Curiosidades:

– O diretor do clipe foi Roman White, que já trabalhou com vários outros ex-american idol, dentre eles: Carrie Underwood, Kelly Clarkson e Scotty McCreery.

– Durante a gravação do clipe, na cidade de Barstow, o Dodge que Durbin dirigia superaqueceu e pegou fogo. O incidente foi controlado rapidamente, mas não foi mais possível dirigi-lo. Isso fez com que a produção improvisasse um reboque para cenas que ainda seriam gravadas no carro.

– Durante o planejamento do clipe, James fez referência a dois elementos que gostaria de ter em seu primeiro vídeo: um Dodge Challenger e um chipanzé. O segundo foi apenas parcialmente realizado, por meio de um chipanzé de pelúcia colocado em seu retrovisor do carro.

– O termo “muscle car” (carro musculoso) surgiu na década de 60, nos EUA, e se refere aos carros de aparência agressiva e grande potência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s